microphone-1007154_960_720.jpg
  • home-150499_1280 (1)
  • linktree_512px
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • android-icon
  • ios-logo
  • Folders-OS-Windows-Metro-icon
  • 2111624
oie_transparent.png
NOTÍCIAS DO CENÁRIO ROCK'N ROLL VOCÊ ENCONTRA AQUI!
AGÊNCIA ROCK CAPITAL
  • Rádio Rock Capital

The Crimson Idol (Wasp): um dos 20 melhores álbuns conceituais de todos os tempos

Por Hugo Bathory



Depois do ótimo disco The Headless Children, o guitarrista Chris Holmes deixou a banda, dessa maneira, Lawless começou a trabalhar sozinho na composição daquele que seria um de seus maiores trabalhos, se não o maior, a ópera-rock, o álbum conceitual que narra á história de Jonathan Aaron Steel, um jovem suicida e ícone do rock, que acaba se envolvendo com os perigos da fama e suas consequências.


The Crimson Idol foi longe demais! Para gravá-lo, Lawless chamou Bob Kulick (guitarra) e os bateristas Stet Howland e Frankie Banali.


Este disco foi eleito pela revista Metal Hammer como um dos 20 melhores álbuns conceituais de todos os tempos, The Crimson Idol, de 1992, é uma obra prima.


É impressionante como este registro traz uma riqueza em melodias, detalhes e riffs, mostrando Blackie Lawless como um compositor de mão cheia trazendo algo completamente diferente e original em relação ao que se tinha no início dos anos 90.


Destaques: "The Titanic Overture", "Arena of Pleasure", "Chainsaw Charlie", "The Idol" e "Hold on to My Heart", esta última, uma das baladas mais bonitas que já ouvi.


Blackie Lawless mesmo disse uma vez: “Este álbum deve ser apreciado com muita calma e cuidado, pois não criei um fast food para os ouvidos”.

11 visualizações