LUNAR SOCIETY CLUB, LANÇA ÁLBUM DE ESTREIA: “LOST SONGS IN SPACETIME”


Formada em 2020, a banda carioca Lunar Society Club nasceu com um projeto ambicioso: criar um universo totalmente fictício influenciado por SCI-FI, Star Wars, Ufologia e RPG. Foi através dessas referências, que o grupo composto por Jorge Lima (Bateria), Gustavo Maizena (Baixo), Lerik Lopes (Guitarra) e Otto Vaz (Guitarra & Voz) idealizou as letras do álbum “Lost Songs in Spacetime”, lançado nas principais plataformas digitais.


De acordo com o guitarrista Lerik, a banda de pop punk tem como tema central a história do personagem adolescente Skyler, que tem sua vida transformada após passar por uma abdução extraterrestre. Além do material musical, o projeto ganhará ainda neste ano, o primeiro livro sobre o tema – a previsão é que a história seja contada numa trilogia. O álbum de estreia, com 10 faixas e um pouco mais de 35 minutos, é uma espécie de trilha sonora do ambiente arquitetado pelo grupo. “O álbum busca criar um universo ficcional, sob um pano de fundo filosófico-existencial. As músicas estão em ordem cronológica e as letras conversam com a história do livro que vamos lançar em breve. Quanto às influências sonoras, procuramos resgatar aquela ‘pegada’ das bandas que figuravam pela MTV nos anos 90, como Millencolin, Green Day, Silverchair, Descendents, e várias outras que nos inspiram, tanto por suas composições musicais, quanto por suas histórias pessoais”, conta Lerik.


Uma das faixas presentes em “Lost Songs in Spacetime”, é “Cosmos”, escolhida pela banda como música de trabalho. Na história criada pela Lunar Society Club, ela aparece como a última do álbum. “Ela relata os sentimentos conflitantes de Skyler ao chegar no planeta Platon, se surpreendendo por ainda estar vivo após presenciar a explosão de uma Supernova, e descobrindo o real poder da sua força interior. ‘Cosmos’ é a nossa música mais marcante, especialmente pelo refrão. Vale destacar, ainda, a mensagem positiva de celebração da vida, que tentamos transparecer no verso ‘All of us have a cosmos inside the heart’. Então, ‘Cosmos’ não é só o triunfo da história contada ao longo do álbum, mas também o triunfo da vida, sua celebração plena”, revela o vocalista Otto Vaz.


O lançamento da Lunar Society Club pretende unir os amantes de pop punk, literatura, cultura geek, filosofia, ciência e histórias espaciais. Quer conhecer o universo proposto pela banda? Aperte os cintos e dê play no “Lost Songs in Spacetime”. Desejamos a você, uma boa viagem!


Ouça o álbum nas principais plataformas digitais:

https://onerpm.link/lostsongsinspacetime



DIVULGAÇÃO POR: Farol Music // Assessoria de imprensa