microphone-1007154_960_720.jpg
  • home-150499_1280 (1)
  • linktree_512px
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • android-icon
  • ios-logo
  • 2111624
oie_transparent.png
NOTÍCIAS DO CENÁRIO ROCK'N ROLL VOCÊ ENCONTRA AQUI!
AGÊNCIA ROCK CAPITAL
  • denise coelho

Festival lança concurso de novo símbolo e relembra sua História

Por Tomaz André Rocha



Cada geração tem suas bandeiras, mas o engajamento para defender certas causas é recorrente. Em muitas delas, parcerias tornam-se inabaláveis.


A música "Terremoto" já alertava nos anos 1980:


"A terra treme sob os seus pés

Você geme de agonia,

tem medo de morrer

Então o desespero

toma conta de seu ser

Este é o contra-ataque

da Terra para você

Terremoto — fecharam-se

as saídas, e você já morreu,

A terra está tremendo,

a terra apodreceu

Homens e mulheres

e você também,

Gemem de agonia

esperando o fim,

A terra tão amada

que te viu nascer

Está tão excitada,

começa a tremer.”

A canção está no Long Play "Causas para o Alarme", da banda ARD, precursora do punk hardcore no Centro Oeste do Brasil. O disco em vinil é de 1988.

Dois anos antes do lançamento do LP "Causas para o Alarme", quando ainda se chamava "Stuhlzäpchen von N", a banda ARD participou do primeiro Festival Rock Cerrado do Gama (Distrito Federal).


Na década de 80 havia grande preocupação com um cataclismo atômico, devido à Guerra Fria entre os Estados Unidos e a União Soviética, herança da Segunda Guerra Mundial.


"Stuhlzäpchen von N" significa "Supositório Nuclear", em alemão; e ARD é a sigla para "After Radioactive Destruction" — que significa "Depois da Destruição Radioativa", em inglês.


Mais de três décadas se passaram. O mundo não acabou em cataclismo nuclear. Porém, o ecossistema corre cada vez mais riscos. Foi para chamar atenção sobre o assunto, que o Festival Rock Cerrado lançou em 2020 concurso para escolha de sua nova marca. A inspiração para criar o símbolo é Música & Ecologia.


Gilmar Batista, vocalista da ARD, já discorreu inúmeras vezes sobre o histórico da banda na luta pela conscientização ambiental e sobre a participação da "Stuhlzäpchen von N" no primeiro Rock Cerrado do Gama, em 1986. 34 anos depois.

Público em uma das edições nos anos 1980, Rock Cerrado do Gama . (Crédito da foto: Arquivo Rock Cerrado)

Público em uma das edições nos anos 1980, Rock Cerrado do Gama.

(Arquivo Rock Cerrado)


Em declaração exclusiva à Rádio Rock Capital ele relembrou mais uma vez a luta em prol do meio ambiente, através da música.


"Diante dessa história do pensamento da guerra nuclear, nós sempre tivemos uma preocupação muito grande com as questões ambientais, a defesa dos animais e a questão da ecologia enquanto proposta de luta da humanidade. Bem como da necessidade de não nos afastarmos do meio ambiente porque entendemos que todos somos parte do meio ambiente, não é possível fazer essa separação", avalia Gilmar.


A Comissão Organizadora do festival, da qual hoje Gilmar faz parte, nos lembra sobre a necessidade de cuidar melhor do Planeta, começando por preservar a natureza à nossa volta. O chamado para participar do concurso da nova marca do Rock Cerrado do Gama é um gancho para pensar sobre isso. O vocalista do ARD lamenta a separação do homem em relação ao meio ambiente no dias atuais. A ideia é trazer essa reflexão também por meio do festival.


"Infelizmente homem está separado do meio ambiente e, por isso, vivemos crises tão pesadas no meio ambiente. E, é claro, que o Rock Cerrado não poderia deixar essa história de lado, então o Rock Cerrado deste ano. A proposta de criar uma novo logo com a questão de identidade da música com a ecologia é um passo muito bem pensado para mantermos viva essa história da defesa do meio ambiente e da proposta de ecologia como um modo de repensar a postura do homem no planeta", explica.


Os participantes da disputa para escolha de um novo símbolo para o Rock Cerrado concorrem ao prêmio de dois mil reais e enriquecem o debate sobre Música & Ecologia. Além disso, a marca vencedora entra para a História.


As inscrições para o concurso vão até o dia 5 de agosto no site:

www.rockcerrado.com.br


Sobre o Rock Cerrado:

rock cerrado é um festival que une rock e ecologia, desde o final da década de 80 tem

O Rock Cerrado é um festival que une rock e ecologia, desde o final da década de 80. Tem o compromisso com a discussão sobre o meio ambiente através do rock, assim proporcionando entretenimento e conhecimento ao mesmo tempo.


A realização do evento estava prevista para setembro deste ano, mas a Comissão Organizadora espera por uma definição sobre os desdobramentos da pandemia para definir a data. As apresentações musicais, inicialmente previstas para acontecer nos dias 12 e 13 de setembro próximo, durante a Semana do Cerrado, também estão sob análise de data e logística.


"As seletivas do Ceilândia, Gama, Plano Piloto e Valparaíso de Goiás podem até ser realizadas através de ‘lives’, via redes sociais. Mas não dá para abrir mão dos dois dias de apresentações na Praça do Cine Itapuã, com a presença do público. Os shows vão rolar, da melhor maneira, quando as autoridades da Saúde puderem garantir que não há mais risco de transmissão em massa do coronavírus”, afirma o Coordenador Geral do Festival, Carlos Trindade, o Carlinhos do Rock Cerrado.


(#TMZ, 16/07/


Edição: Denise Cecília

49 visualizações

Posts recentes

Ver tudo