microphone-1007154_960_720.jpg
  • home-150499_1280 (1)
  • linktree_512px
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • android-icon
  • ios-logo
  • Folders-OS-Windows-Metro-icon
  • 2111624
oie_transparent.png
NOTÍCIAS DO CENÁRIO ROCK'N ROLL VOCÊ ENCONTRA AQUI!
AGÊNCIA ROCK CAPITAL
  • Breyniac Informática

Banda gaúcha EvilCult fala sobre trajetória

Por Welton Warheart



Da Serra Gaúcha, mais precisamente de Bento Gonçalves, nasce o EvilCult, no ano de 2016, com a proposta de reviver os grandes anos do Speed, Thrash e Black metal dos anos 80. Venom, Bathory, Destruction, Sodom, Hellhammer, Running Wild, Sarcófago e bandas da nova safra como Cruel Force, Nocturnal, Deathhammer e Vulture encabeçam as influências da banda, capitaneada pelos integrantes: Lucas “From Hell” – Guitarra/Vocal/Baixo (estúdio) e Mateus “Blasphemer” (Bateria). O grupo está em processo de divulgação do álbum At the Darkest Night recém-lançado, vamos a uma entrevista com o Lucas.

Rádio Rock Capital: A banda tem se mostrado muito produtiva, desde o início de suas atividades com o EP “Evil Forces Command” lançado no segundo semestre de 2018. Conte-nos, um pouco de como fora o início da banda e o processo de gravação e divulgação deste primeiro trabalho.


EvilCult: Fala Welton e Rádio Rock Capital! A banda teve seu início no final de 2016, e logo já começamos a ensaiar e compor as músicas que fariam parte do EP Evil Forces Command. Em 6 meses tínhamos as músicas prontas e agendamos o estúdio para gravar o material. Nesse meio tempo, também já começamos a tocar ao vivo, incrementando o setlist com alguns covers de bandas como Venom, Hellhammer, Running Wild e o do Cruel Force que está no EP, pois os shows já estavam sendo solicitados para a gente. A gravação deste primeiro material foi bastante rápida e simples, gravamos a guitarra e a bateria ao vivo no estúdio em apenas 2 horas, sendo adicionados depois os vocais e o baixo por mim. Em questão de um mês o trabalho já estava pronto, mixado e masterizado, então resolvemos lançar de uma vez o EP completo no youtube, para apresentar a sonoridade da banda, no segundo semestre de 2017.

Rádio Rock Capital: A banda apresenta uma sonoridade com influências diretas das grandes nomes do heavy metal dos anos 80. No entanto, mescla influências de bandas alemãs e brasileiras do mesmo período. Como foi a aceitação do trabalho da banda pela mídia especializada e zines espalhados pelo Brasil?

EvilCult: Está correto. Temos bastante influência de bandas nacionais como Sarcófago, Sepultura das antigas, Mutilator, Vulcano, assim como dos alemães do Destruction, Sodom, Kreator, Running Wild, entre outras. A aceitação foi muito boa logo de cara, pois era um som que estava "em falta" em nosso estado (RS) e acredito que no país num geral. Poucas bandas fazem essa mistura Black e Thrash Metal old school, com a estética, produção e tudo mais que remetem aos grandes clássicos do estilo. Fizemos algumas entrevistas para zines, saímos em alguns portais e blogs e logo fizemos contatos e parcerias com selos, conseguindo lançar o nosso EP em formato físico (CD) por 4 selos nacionais em outubro de 2018.


Rádio Rock Capital: A sonoridade deixa clara, todas as influências musicais da banda. Como funciona o processo de composição e inspiração para as letras e conceito da banda?


EvilCult: O processo de composição varia bastante. Mas uma coisa é certa, a gente ouve muitas bandas diferentes para se inspirar. Às vezes eu chego com um riff e vamos tocando junto até a música ir tomando forma, às vezes eu tento criar toda a base da música antes, às vezes já tenho uma letra e a melodia vai surgindo...depende muito. Sobre o conceito, não tivemos nada muito definido, as ideias foram surgindo e o material foi tomando forma, ao menos para estes primeiros trabalhos.


Rádio Rock Capital: No primeiro EP, foi apresentada uma versão para Victim of Hellfire do Cruel Force, que foi muito bem recebido pela cena nacional e internacional, inclusive tendo versões lançadas na Bolívia e Peru. A banda pensa em homenagear outras bandas em futuros trabalhos?

EvilCult: Sim, decidimos homenagear o Cruel Force neste EP, pois foi uma banda que influenciou muito na criação da sonoridade do Evilcult. Eles faziam uma mistura perfeita entre Black, Speed e Thrash Metal, e era mais ou menos a linha de som queríamos para o Evilcult. O interessante dessa mistura e de ter influência de bandas mais recentes que fazem um som autêntico, é que não fica soando apenas como mais uma cópia de Sarcófago ou Venom. É possível que a gente inclua mais covers de bandas que curtimos em futuros trabalhos sim.


Rádio Rock Capital: Em 2019 foram lançados os singles : "Eternal Cult of Darkness” e “Necro Magic”. Ambas faixas irão fazer parte do full lenght da banda. Acredito que por estarmos em meio a um período nebuloso a banda teve que alterar os planos para lançamento e respectivos shows de divulgação. Como está sendo a espera do material físico? Como tem sido feito os contatos para lançamento no Brasil e no exterior?

EvilCult: Logo após o lançamento do EP, já começamos a trabalhar em novas composições, e a Eternal Cult of Darkness era música que eu já tinha, mas que nunca foi gravada pela minha antiga banda. Então decidimos trabalhar melhor nela e logo lançar mais um material, para manter a banda bastante ativa. Em janeiro de 2019 lançamos este single apenas digitalmente, e a aceitação foi imediata, pois já mostrava uma evolução na sonoridade da banda, mas mantendo a mesma proposta. Logo após, a gravadora Chinesa Awakening Records entrou em contato com a gente pelo facebook, pedindo se já tínhamos material novo, pois haviam gostado muito do nosso som e queriam lançar um full álbum. Já tínhamos alguns rascunhos de músicas novas e alguma ideia sobre o álbum, então fechamos o contrato imediatamente para o lançamento do álbum em CD.

Passamos o resto de 2019 compondo e finalizando o material, além de fazermos bastante shows. Então decidimos lançar mais um single em outubro do mesmo ano, para deixar o pessoal mais ansioso pelo álbum que estava por vir. Lançamos digitalmente a música Necro Magic, que mostrava influências novas no nosso som, um pouco mais de Speed e Heavy Metal. A aceitação mais uma vez foi excelente e, logo em seguida, o selo alemão Diabolic Might Records entrou em contato com a gente também via facebook, dizendo que havia gostado muito do som e também queria lançar um material. Sendo um selo especializado em lançamentos em vinil, topamos na hora e fechamos mais um contrato para fazer o lançamento de nosso primeiro full álbum também na versão LP. Até agora, o novo álbum "At the Darkest Night" será lançado mundialmente pela gravadora chinesa em CD e pelo selo alemão em vinil. Como são contratos de exclusividade, acabamos não fechando um lançamento no Brasil, mas ainda temos o formato tape (K7) disponível.


Rádio Rock Capital: Um grande destaque vai para arte gráfica da banda, assinadas por Lucas From Hell e Mateus “Blasphemer”. A arte gráfica da banda faz com que o fã seja transportado ao tempo onde ao vermos a arte da capa, aumentava a expectativa sobre o trabalho. Como funciona este processo criativo?

EvilCult: Certo, quem cria as artes sou eu mesmo (Lucas), como também sou artista e designer gráfico profissional, dou muita atenção às artes gráficas da banda. Tanto a capa do EP como do full foram pintadas à mão em tela, para dar essa característica mais old school aos álbuns mesmo. Não existe um processo criativo muito definido, apenas procuro boas referências e as ideias vão surgindo. Também crio bastante cartazes para shows, artes de lançamento, na mesma proposta "vintage" da banda, o que chama bastante atenção.


Rádio Rock Capital: Gostaríamos de agradecer pela entrevista, espero que em breve possamos nos ver na estrada e parabenizar a banda pelo trabalho. Assim como em todas as entrevistas, gostaríamos que apontasse os cinco discos favoritos de cada membro da banda e três bandas nacionais que merecem maior atenção do público.



EvilCult: Nós que agradecemos pelo espaço na Rádio Rock Capital e pelo interesse em nosso trabalho! Com certeza nos cruzaremos pela estrada futuramente!

É bastante difícil escolhermos apenas 5 álbuns preferidos, haha, então vamos apontar 5 álbuns cada que influenciaram diretamente na sonoridade da banda:

Lucas From Hell:

Destruction - Infernal Overkill

Sodom - In the Sign of Evil

Running Wild - Gates to Purgatory

Cruel Force - The Rise of Satanic Might

Sarcófago - I.N.R.I.


Mateus Blasphemer:

Slayer - Show no Mercy

Motörhead - Ace of Spades

Sodom - In the Sign of Evil

Cruel Force - The Rise of Satanic Might

Vulture - The Guillotine

3 bandas nacionais que merecem atenção do público:

Murdeath (Heavy/Speed Metal - PR), Speedkiller (Black/Thrash Metal - MG) e do nosso estado o Burn the Mankind (Death Metal).




107 visualizações